O nome de Esquiva Falcão ficou conhecido mundialmente após sua conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Desde então, o pugilista migrou do boxe olímpico para o boxe profissional, deixando de treinar com a seleção brasileira para uma academia particular nos EUA. 

Isso não significa, porém, que Esquiva ainda não usufrua de algumas facilidades com a seleção – e não sirva de inspiração para outros atletas com o sonho olímpico. 

O medalhista olímpico voltou ao seu país de origem para resolver questões de passaporte e visto e aproveitou para reencontrar velhas amizades na Confederação Brasileira de Boxe e no NAR, além de usar suas respectivas estruturas. Hoje, Esquiva passou por avaliações no Núcleo de Alto Rendimento de salto e potência dos membros inferiores e superiores. 

Esquiva contou que, hoje, ele se considera um embaixador do esporte pelo Brasil, e que usa sua influência e sucesso para servir de mentor aos pugilistas mais jovens. 

"Eles acabam se espelhando em mim, por conta da medalha [olímpica], né? E eu tento ajudar, é um dos motivos para eu estar aqui hoje," ele disse. 

Esquiva Falcão retornará aos Estados Unidos para sua rotina de treinos na semana que vem. 

Veja a galeria completa
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support