Corredores ajustam suas próteses ao lado da pista de atletismo. Deficientes visuais já correm com seus guias. Na grama, gigantes do rúgbi treinam jogadas após levantarem (muito) peso na área de musculação. Lá de dentro, ouve-se os gritos dos lutadores de taekwondo a cada golpe aplicado.

Essa é a rotina no NAR (Núcleo de Alto Rendimento Esportivo) na reta final da preparação dos atletas para os Jogos Olímpicos do Rio. Nos últimos quatro anos, o centro de treinamento e pesquisa em São Paulo esteve sempre cheio.

Enquanto atletas correm, lutam e suam, pesquisadores colhem dados para desenvolver técnicas e métodos que podem fazer a diferença na disputa pelas medalhas.

 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support