Adversidade não é algo estranho para Verônica Hipólito. A multimedalhista paralímpica já passou por seus apertos: AVC, tumor no cérebro, cirurgias no intestino, remédios e dores, nada impede a atleta de 20 anos de continuar competindo, sorrindo e brilhando. Hoje, ela comemora mais uma batalha vencida. 

Após vencer duas medalhas nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, a natural de São Bernando do Campo passou por uma delicada cirurgia no cérebro, para lidar com mais um tumor. Após meses de repouso e mais alguns de treinos apenas na academia, ela retornou hoje às pistas, no NAR-SP. 

Verônica nem fala do passado. Quer saber apenas do futuro. "Tenho agora três semanas para buscar o índice para o Mundial de Atletismo", ela diz, determinada. "Depois, vou ver como será minha rotina". 

Aos poucos, Verônica busca retomar o protagonismo de outrora, que a rendeu, além das medalhas paralímpicas, um ouro e uma prata nos Mundial de Atletismo Paralímpico de Lyon, em 2013. 

Além dela, estiveram presentes no NAR-SP outros oito membros da seleção paralímpica de atletismo, além de seus guias. Enquanto alguns foram submetidos a avaliações de salto, outros aproveitaram a pista e a esteira de overspeed do Núcleo para treinamentos. 

Veja a galeria completa
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support